As estratégias de marketing, assim como o comportamento da sociedade, estão em constante mudança. Hoje, os meios de comunicação e as principais mídias não são mais a TV ou os jornais, mas, sim, as redes sociais e até o Wi-Fi. O relatório Digital In da Hootsuite em parceria com a We Are Social, mostra que desde 2019, 66% da população já estava ativa em alguma das redes.

 

Reproduzido de MirianGasparin.com.br

As estratégias de marketing, assim como o comportamento da sociedade, estão em constante mudança. Hoje, os meios de comunicação e as principais mídias não são mais a TV ou os jornais, mas, sim, as redes sociais e até o Wi-Fi. O relatório Digital In da Hootsuite em parceria com a We Are Social, mostra que desde 2019, 66% da população já estava ativa em alguma das redes.

Diante dessa mudança, as empresas começaram a observar novos cenários para as suas estratégias de marketing com a finalidade de atingir e conversar com o público-alvo. Nestes planos, cada detalhe importa, até mesmo se a empresa oferece uma rede de Wi-Fi para os seus visitantes. Isso porque o Brasil é o segundo país no ranking dos que passam mais tempo conectados à internet.

Ao mesmo tempo, uma pesquisa realizada pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação mostra que 89% das pessoas preferem usar o Wi-Fi no lugar do 3G ou 4G, fazendo com que ele se torne uma mídia fundamental para qualquer plano estratégico de marketing.

 

Vantagens

Por meio do Wi-Fi, é possível ampliar a experiência do usuário, aumentar o tempo de permanência no espaço físico e as chances de fidelizar o cliente, além de gerar dados sobre o comportamento de quem acessa a rede. Dessa forma, é mais fácil para a companhia tomar decisões e entender o perfil de seus frequentadores.

A partir desses dados, os grandes centros comerciais, por exemplo, podem complementar os seus planos de Trade Marketing utilizando o Wi-Fi como mídia. As marcas parceiras utilizam a rede para realizar as suas campanhas de forma segmentada e muito mais assertivas.

“Este é um projeto que começou a ser estruturado com alguns grupos de varejo no Brasil e já tem tido adesão pela facilidade de mensurar o perfil do consumidor no espaço físico”, afirma Aureo Fitipaldi, sócio-diretor da Think Digital. “Com o Wi-Fi temos as mesmas informações que as lojas online possuem e conseguimos conversar e chamar a atenção do público de forma muito mais eficaz”, complementa.

A Think Digital, empresa do Grupo Tecnoset, une a infraestrutura com a inteligência de dados. Tanto que desenvolveu a tecnologia do Wi-Fi como mídia para que as empresas possam monetizar a tecnologia, que é tão utilizada em seus espaços. A monetização do Wi-Fi é totalmente personalizada: escolhe-se o melhor o fluxo de conexão, dados, layout e conteúdo antes do usuário acessar a internet, a partir de um dashboard completo.

Todas as informações e dados capturados estão em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Compartilhe!