Você sabe o que é IoT? A tradução dessa sigla para o português é Internet das Coisas, termo que tem sido muito utilizado nos últimos anos dentro do ambiente tecnológico. Mas a verdade é que muitas pessoas ainda consideram o conceito um mistério e têm dúvidas sobre o seu significado.

Mesmo que possa parecer distante da nossa realidade e algo para o futuro, é preciso entender hoje de que se trata a IoT, pois essa tecnologia já é aplicada em vários setores e pode se mostrar um diferencial para a sua empresa.

O objetivo deste post é mostrar para você a definição de Internet das Coisas, as possibilidades que abrangem a sua aplicação e os setores em que essa tecnologia já é empregada de alguma forma. Continue conosco e boa leitura!

O que é IoT?

Em resumo, podemos dizer que a IoT é um conceito de conexão entre objetos físicos por meio do uso de sensores, chips, softwares e comunicação sem fio. Praticamente qualquer objeto pode ser “turbinado” por essa tecnologia com o intuito de se tornar mais inteligente e eficiente em suas funções comuns.

Imagine que você esteja no supermercado e não se lembre do que precisa comprar. É possível acessar uma câmera interna dentro de sua geladeira e verificar o que falta. Quem sabe, criar uma lista de compras no próprio refrigerador e pedir para enviar para o seu smartphone.

Ou seja, a Internet das Coisas é uma revolução na maneira como utilizamos dispositivos diversos em nosso dia a dia e buscamos informações, nos relacionando com o meio em que estamos inseridos. Ela abre um mar de possibilidades para facilitar nossas atividades diárias.

Como a IoT tem evoluído?

Soluções como a descrita no exemplo acima já estão disponíveis e a evolução da IoT será cada vez maior nos próximos anos. Grandes empresas vêm estudando como aplicar a tecnologia em seus produtos e serviços todos os dias.

Com a melhoria nas conexões sem fio e o barateamento de sensores e outros itens necessários para a sua aplicação, a tendência é contarmos com mais itens domésticos ou corporativos conectados à internet para terem um melhor desempenho ou oferecerem mais funcionalidades.

Segundo uma pesquisa conduzida pela Gartner, consultoria de tecnologia americana, até 2020 já teremos cerca de 26 bilhões de dispositivos conectados à internet e circulando informação na rede.

Quais as aplicações possíveis?

Como todo conceito que é muito abrangente, pode ser difícil em um primeiro momento imaginar como aplicar essa tecnologia de forma específica. Por conta disso, separamos alguns exemplos rápidos de sua utilização:

  • smart cities — o conceito de cidade inteligente pode ser aplicado ao conectar vários pontos em um único sistema de gestão abrangendo coleta de resíduos, iluminação pública, controle de tráfego, entre outros;
  • automação do varejo — mapeamento de horários de maior movimento, produtos mais consumidos, roteiro realizado pelos clientes e outras informações;
  • indústria 4.0 — identificação de gargalos de produção, melhoria de processos e análise de dados;
  • smart homes — automação residencial com a comunicação entre os vários dispositivos da casa com o objetivo de trazer mais conforto aos ocupantes.

Esperamos que tenha entendido o que é IoT e por que ela é pautada como uma das tecnologias mais disruptivas na era da transformação digital. Diante de tantas possibilidades de aplicação para revolucionar o seu negócio, cabe a você estudá-las para investir nas melhores soluções.

Achou o conteúdo interessante? Assine agora a nossa newsletter para receber vários outros em seu e-mail!

Compartilhe!